Alguns conceitos e soluções para Cloud Computing

Cloud Computing, esse é o termo da moda. Usuários e empresas ao redor do mundo querem fornecer e utilizar serviços na nuvem. Muitos falam, vários usam, mas pouquíssimos realmente sabem do que se trata.

Neste post vou listar alguns conceitos e é claro, algumas soluções para implementação de nuvens.

Cloud Computing

De acordo com a Wikipedia, o conceito de computação em nuvem ( cloud computing) refere-se à utilização da memória e das capacidades de armazenamento e cálculo de computadores e servidores compartilhados e interligados por meio da Internet, seguindo o princípio da computação em grade.

Segundo o NIST – National Institute of Standards and Technology – (http://csrc.nist.gov/publications/nistpubs/800-145/SP800-145.pdf ) a computação em nuvem é um modelo para permitir onipresente e conveniente acesso à rede, sob demanda para um pool compartilhado de recursos computacionais configuráveis ​​(por exemplo, redes, servidores, armazenamento, aplicações e serviços) que
podem ser rapidamente provisionados e liberados com um esforço mínimo de gerenciamento ou interação com o provedor de serviços.

 
Este modelo de computação de nuvem é composto de cinco características essenciais:

1- Self-service sob demanda – Um cliente pode unilateralmente dispor de capacidades de computação  como armazenamento em rede, conforme necessário, automaticamente sem a necessidade humana
interação com cada prestador de serviço.  

2- Acesso amplo à rede – Recursos estão disponíveis através da rede e acessados ​​por meio de mecanismos padronizados que promovam o uso por plataformas diversas plataformas como celulares, tablets, notebooks e estações de trabalho.

3- Resource pooling – Os recursos de computação do provedor são agrupados para atender vários consumidores usando um modelo multi-tenant (inquilino), com diferentes recursos físicos e virtuais dinamicamente

atribuídos e novamente de acordo com a demanda do consumidor. Há um sentido de independência de localização, em que o cliente geralmente não tem controle ou conhecimento sobre a exata localização dos meios fornecidos, mas pode ser capaz de especificar a localização de um nível mais elevado de abstração (por exemplo, país, estado ou datacenter). Exemplos de recursos incluem armazenamento, processamento, memória e largura de banda de rede.

4- Elasticidade rápida –  Capacidades podem ser elasticamente provisionadas e liberadas, em alguns casos automaticamente, para escalar rapidamente para fora e para dentro, compatível com a demanda. Para o
consumidor, as capacidades disponíveis para provisionamento frequentemente parecem ser ilimitadas e podem ser adquiridas em qualquer quantidade a qualquer momento.

5 – O serviço medido –  Sistemas em nuvem automaticamente controlam e otimizar o uso dos recursos, aproveitando uma capacidade de medição em algum nível de abstração, apropriado para o tipo de serviço (por exemplo, armazenamento, processamento, largura de banda e contas de usuários ativos). O uso de recursos pode ser monitorado, controlado e reportado, oferecendo transparência tanto para o provedor e consumidor do serviço utilizado. 



A computação em nuvem possui 3 modelos de serviço:

Software como Serviço – SaaS –  A capacidade fornecida ao consumidor é a utilização de aplicativos do provedor rodando em uma infraestrutura de nuvem. As aplicações são acessíveis a partir de diversos dispositivos clientes, quer através de uma interface thin client, como um navegador web , ou uma interface do programa. O consumidor não gerencia ou controla a infraestrutura de nuvem subjacente, incluindo rede, servidores, sistemas operacionais, armazenamento, ou mesmo capacidades de aplicativos individuais, com a possível exceção de configurações de aplicativos específicos do usuário limitadas.

Plataforma como Serviço – PaaS – A capacidade fornecida ao consumidor é implantar na infraestrutura de nuvem aplicações criadas ou adquiridas pelo cliente, criadas usando linguagens de programação, bibliotecas, serviços e ferramentas suportadas pelo provedor. O consumidor não gerencia ou controla a infraestrutura de nuvem subjacente, incluindo rede, servidores, sistemas operacionais ou armazenamento, mas tem controle sobre os aplicativos implementados e possivelmente ajustes de configuração para o ambiente do aplicativo de hospedagem.

Infraestrutura como Serviço – IaaS –  A capacidade fornecida ao consumidor é a de fornecimento de processamento, armazenamento, redes e outros recursos de computação fundamentais onde o consumidor é capaz de implementar e executar softwares arbitrários, que podem incluir sistemas operacionais e aplicativos. O consumidor não gerencia ou controla a infraestrutura de nuvem subjacente, mas tem controle sobre sistemas operacionais, armazenamento e aplicativos implementados e possivelmente controle limitado de componentes de rede selecionados (por exemplo, firewalls do host).

Cloud Computing pode ser implementado de 4 formas:

Nuvem privada. A infra-estrutura de nuvem é provisionada para uso exclusivo por uma única organização que agrupa vários consumidores (por exemplo, unidades de negócios). Pode ser possuída, gerenciada e operada pela organização, um terceiro, ou alguma combinação deles, e pode existir dentro ou fora das instalações.

Nuvem comunitária. A infra-estrutura de nuvem é provisionada para uso exclusivo por uma específica comunidade de consumidores de organizações que têm preocupações comuns (por exemplo, missão, requisitos de segurança, política e considerações de conformidade). Pode ser possuída,
gerenciada e operada por uma ou mais das organizações na comunidade, um terceiro, ou alguma combinação dos dois, e pode existir dentro ou fora das instalações.

Nuvem pública. A infra-estrutura de nuvem é provisionada para uso aberto ao público em geral. Pode ser possuída, gerenciada e operada por uma empresa, instituição acadêmica ou organização governamental, ou alguma combinação deles. Ela existe nas instalações do provedor de nuvem.

Nuvem híbrida. A infraestrutura de nuvem é uma composição de duas ou mais distintas infraestruturas de nuvem (privada, comunitária ou pública) que permanecem entidades únicas, mas são unidas por tecnologia padronizada ou proprietária que permita portabilidade de dados e aplicações.

Com os conceitos acima fica mais claro o que é, na prática computação em nuvem. A seguir irei listar algumas soluções que para implementação de Clouds de acordo com os modelos de serviço.

PaaS

OpenShift

OpenShift é a solução de plataforma como serviço da Red Hat. Trata-se de um serviço que permite o deploy e desenvolvimento de aplicações web escritas em linguagens como PHP, Perl, Python, Ruby, Node.js, Java, bancos de dados como MySQL, Postgresql e MongoDB.

O serviço possui um modelo pago e um open source que permite inclusive o download da solução para a implantação de uma infraestrutura privada de PaaS.

https://www.openshift.com/

IaaS



OpenStack

O OpenStack é uma solução de código aberto para gerenciamente de infraestruturas IaaS. Como ele é possível automatizar tarefas de deploy de máquinas virtuais de forma simples e através de uma interface Web. Possui suporte aos principais players do mercado e soluções como KVM, Vmware, Citrix Xenserver, Microsoft Hyperv entre outros.

http://www.openstack.org

CloudStack

Solução que foi recentemente adicionada ao portifólio de sofwares de fundação Apache é um concorrente open source direto do OpenStack. Possui basicamente as mesmas funcionalidades do OpenStack  mas ainda com uma comunidade ainda em crescimento. Suporta KVM, Vmware, Xenserver, Hyperv.

http://cloudstack.apache.org

Ubuntu Cloud Infraestruture

Solução para nuvens privadas e púb das instâncias. licas que utiliza o Ubuntu Server e o OpenStack para gerenciamento.

htt://www.ubuntu.com/cloud

Eucalyptus

Eucalyptus é um conjunto de serviços web compatíveis com os serviços da Amazon (Amazon Web Services -AWS). Escrito em Java integra componentes de vários de código aberto e é compatível com KVM ou VMware.

http://www.eucalyptus.com

OpenNebula

Solução também de código aberto para gerenciamento de nuvens com suporte a hypervisors como KVM, Vmware e Xen além de suportar também os serviços da Amazon.

http://opennebula.org

Caso conheçam outras soluções incluam nos comentários.

By | 2015-06-14T16:55:15+00:00 quarta-feira, 14 agosto de 2013 15:26|Notícias|0 Comentários

Deixar Um Comentário